Agora é lei: Campanha sinal vermelho contra a violência

por Imprensa publicado 27/08/2021 12h25, última modificação 27/08/2021 12h25
Prefeito sancionou projeto da Câmara de Vereadores que busca combater violência contra a mulher

A Campanha “Sinal Vermelho contra a Violência” agora é lei em Tijucas. Na semana passada, o Prefeito sancionou o projeto da Câmara de Vereadores, que define o programa como uma das medidas de combate à violência contra a mulher. Na prática, farmácias, drogarias e postos de combustíveis ficam autorizados a receber denúncias de violência doméstica, encaminhando os casos diretamente para as autoridades competentes. 

Autora do projeto que deu origem à lei em Tijucas, a vereadora Nadir Amorim (PSD) comemorou a publicação da lei durante a sessão da Câmara de Vereadores, e explicou um pouco sobre o seu funcionamento. "Essa campanha é muito importante e vai ajudar a proteger muitas mulheres que  vem sofrendo com a violência. Mulheres que ficam com vergonha de falar, com medo de denunciar, e acabam sofrendo caladas", disse.

A expressão “sinal vermelho contra a violência”, além de dar nome à campanha e significar um basta às agressões contra a mulher, também funciona como um pedido de ajuda. "A mulher que estiver na rua em perigo pode fazer um x na palma da mão; não é necessário ser um x vermelho, pode ser qualquer cor para pedir socorro. Se não puder fazer na palma da mão, que seja em um pedaço de papel que esteja em cima do balcão do estabelecimento", explica a parlamentar. 

As vítimas de violência também podem ligar para a Central de Atendimento à Mulher pelo número 180. O serviço registra e encaminha denúncias de violência aos órgão competentes.

Por Rafael Spricigo
Jornalista da Câmara Municipal de Tijucas