Lideranças do Vale do Rio Tijucas reivindicam melhorias na SC-410 e SC-108

por Imprensa publicado 23/11/2021 10h55, última modificação 23/11/2021 11h11
Ato aconteceu em audiência pública realizada pela Comissão de Transporte e Desenvolvimento Urbano da ALESC

Prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e representantes de entidades sociais dos cinco municípios que compõem o Vale do Rio Tijucas, reuniram-se na noite de segunda-feira (22) para reivindicar investimentos imediatos na SC-410 e SC-108. O ato aconteceu em meio a uma audiência pública realizada pela Comissão de Transporte e Desenvolvimento Urbano no pavilhão da capela Santo Antônio, em Tijucas, para discutir a situação das rodovias que cortam a região.

O tema foi levado à comissão, presidida pelo deputado João Amin (PP), pelo vereador de Tijucas, Maurício Poli (PSB). Segundo ele, as vias foram inauguradas há cerca de 40 anos e desde então não receberam melhorias capazes de atender a demanda proporcionada pelo desenvolvimento das cidades do entorno, ocasionando sérios prejuízos para a circulação das pessoas, o escoamento da produção local e o crescente fluxo turístico para locais como o Santuário Santa Paulina, que atrai cerca de 70 mil pessoas por mês.

“Não estamos pedindo a duplicação, que no meu ponto de vista deveria ter acontecido há muito tempo. Estamos reivindicando mais iluminação, acostamentos, fiscalização, controle de velocidade, acesso aos bairros e passarelas. Ninguém está pedindo para fazer aquilo que não é essencial.”

O presidente da Câmara de São João Batista, vereador Edésio Tomasi (PSD), que também comanda a Comissão de Revitalização da SC-410 e da SC-108, observou que foi realizado um relatório de 18 páginas detalhando todas as deficiências das rodovias e apontando as ações a serem aplicadas. Ele reforçou as reivindicações por investimentos nas vias.

“Entendemos que precisamos ter essas duas rodovias em excelente estado. Deveríamos estar aqui hoje pedindo a duplicação, mas estando pedindo o básico para cidades do Vale.”

Mais incisivo, o presidente da Câmara Municipal de Tijucas, vereador Rudnei de Amorim (PSD), criticou o governo do Estado pela decisão de investir R$ 465 milhões nas rodovias federais que cortam o estado, recursos que, a seu ver, deveriam ser aplicados prioritariamente na conservação da malha estadual. “Precisamos resolver primeiro as nossas rodovias”, frisou.

Já prefeito de Tijucas, Elói Mariano Rocha (PSD), que falou em nome dos demais gestores municipais presentes na reunião, pediu que o governador Carlos Moisés (sem partido) e os deputados estaduais, atendam também o pleito da população do Vale do Rio Tijucas.  “Tenho certeza que, assim como aprovou os recursos para as rodovias federais, o governador e a Assembleia Legislativa terão a mesma sensibilidade para que  a nossa 410 não fique de fora.”

Prioridade do governo
Na condição de representante da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Sérgio Joel declarou que o governo reconhece a necessidade de promover investimentos em curto prazo nas rodovias estaduais, mas que a iniciativa foi sendo adiada por falta de recursos. 

Com a melhora nas contas públicas nos últimos meses, entretanto, a tendência é que as obras comecem a sair do papel, disse. “Muitas coisas não foram executadas até o momento não porque não queríamos, mas porque não tínhamos recursos suficientes. Mas hoje, através de um trabalho do secretário [Thiago Vieira] e do governador, estamos com caixa realmente positivo e a gente pode começar a atender todos os municípios em suas demandas.”

Joel, que atua como coordenador regional da Secretaria da Infraestrutura para o Vale  do Itajaí,  assegurou ainda que as rodovias SC-410 e SC-108 são prioritárias e que a pasta agora corre contra o tempo para não sofrer as restrições da legislação eleitoral. “Tudo depende de projetos, que precisam estar atualizados e também estar na mão do secretário e do governador em tempo hábil, pois 2022 é um ano de eleição e a partir de junho não poderemos realizar mais nada.”

Mobilização permanente
O deputado João Amin, que conduziu a audiência, saudou as lideranças presentes por superarem as diferenças partidárias em prol de conquistas para a população do Vale do Rio Tijucas.

Ele observou, entretanto, que a mobilização deve continuar, tendo em vista que as tratativas firmadas durante a audiência não são uma garantia para a execução das obras. “Os encaminhamentos não podem gerar uma falsa expectativa. Esta audiência é apenas um passo nesta cobrança, que já ocorre há bastante tempo e tem que permanecer. Essa briga tem que continuar, com certeza não vai acabar aqui”.

Ainda conforme o parlamentar, todos os pronunciamentos e demandas apresentados serão reunidos em um documento que posteriormente será enviado ao governo do Estado.

Clique aqui para ver as fotos da audiência pública

Clique aqui para ver a audiência completa

Fonte: Alexandre Back/ AGÊNCIA AL